23/03/20 em Artigos

Qual melhor ferramenta para Análise de Problema e definição de Ações Corretivas?

0 Flares Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Primeiramente, vamos esclarecer a diferença entre ação corretiva, ação preventiva e ação de melhoria e em quais situações elas devem ser abordadas.

Ações Corretivas

São para problemas repentinos e únicos, exemplos: reclamação de cliente, quebra de um equipamento, um produto ou serviço que começou a ser produzido ou executado não conforme, um índice de desempenho que repentinamente foi alterado e outros.

Estas situações são chamadas de desvios e desvios só tem uma causa, sendo o método mais robusto para identificá-la e definir quais as ações corretivas para eliminá-la é o AP – Análise de Problema.

Importante: uma ação corretiva efetiva elimina a causa de um problema, não o problema!

Há muitas vezes, o raciocínio de que se um problema repetiu, é por quê a ação corretiva não foi eficaz! Se um problema foi bem analisado e sua ação corretiva elimina a causa, o problema pode repetir (não estou afirmando que deve), mas a causa não!

Outras ferramentas como Ishikawa, 5 Por Quês e 8 D’s não são precisas para identificar causas de desvios, pois são baseadas em brainstorming e podem levar a equipe de análise, a ficar atuando na base da tentativa e erro, bem como precisam na maioria das vezes de gastar na execução das ações sem ter certeza que trarão resultados, enquanto que o AP existe uma prova lógica apenas com a especificação do problema, que pode ser testada sem gastar para comprovar a causa.

Resumindo: na ação corretiva, que é para um desvio, a solução é definitiva para eliminar a causa do problema!

Ações Preventivas

São para problemas potenciais e riscos e na ISO 9001, há 16 requisitos e situações que tratam da aplicação de ações preventivas (vide artigo em nosso site, clique aqui). Problemas potenciais e riscos, possuem várias causas e dificilmente se consegue atuar em todas elas; desta forma, o que se consegue em geral é mitigar os riscos de um produto, processo ou serviço, desde que isso seja feito preventivamente, pois se ocorrer um problema, o que se pode fazer depois é tomar ações corretivas, o que em geral custa mais caro.

Ações de Melhorias

Quando buscamos fazer melhorias, o foco não é corrigir, mas sim melhorar desempenho, em geral relacionados a: qualidade, agilidade e redução de custos, ou agregação de valor para o cliente. Nestes casos, podemos estar abordando várias ações que não necessariamente estão relacionadas a eliminar um problema, embora isso possa acontecer, mas sim buscar alguma vantagem ou diferencial competitivo no produto, processo ou serviço.

Uma outra opção é você fazer o curso completo de MASPROMD – Métodos de Análise e Solução de Problemas, Riscos e Oportunidades e conhecer nos 6 cursos as 10 ferramentas apresentadas, para aprender não só como aplicar cada uma delas, mas também suas limitações, assim terá uma visão de como utilizá-las de forma adequada.

Clique aqui para saber mais e adquirir o curso completo de MASPROMD com desconto de 25% nos 6 cursos.

Elaborado por: Araújo, Manoel M. S

 

ACT – Consultoria, Treinamento e EAD – Ensino A Distância
www.actconsultoria.com.br e www.actead.com.br
Desenvolvendo Organizações e Pessoas
WhatsApp: (11) 99637-9373
E-mail: contato@actconsultoria.com.br
Telefone: (11) 4224-4335
Mais de 10.000 profissionais treinados,
Mais de 300 Certificações ISO 9001, e
Mais de 50 Certificações de Sistemas Automotivos (IATF, ISO TS e outras)

 

 

0 Flares Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×